CRONOBIOLOGIA

 

GLOSSÁRIO

 

Acoplamento entre osciladores Coupling Ligação entre osciladores, resultando no estabelecimento de um ciclo distinto dos ciclos de cada um dos osciladores.
Acrofase (j) Acrophase Medida do tempo transcorrido entre um instante (fase) de referência e a fase na qual é maior a probabilidade de ser encontrado o valor mais elevado de uma variável, a partir da curva senoidal ajustada aos dados. Expressa-se em unidades de tempo (horas, minutos, segundos, etc.), ângulo ou episódio fisiológico (número de batimentos cardíacos, por exemplo). A referência pode ser arbitrária, como a hora zero do dia de início do estudo, externa, como o início da fase clara de um ciclo claro/escuro, ou ainda interna, como a acrofase de um outro ritmo biológico com a mesma frequência no mesmo organismo (batifase da curva de temperatura central, por exemplo). Deve-se usar sempre o valor da acrofase seguido do intervalo de confiança, como, por exemplo, 18:15 ± 0,5h para a acrofase da temperatura central humana. Ver ortofase e batifase.
Adaptação temporal Temporal adaptation Processo de ajuste de ritmos biológicos a ciclos ambientais ou do próprio organismo. Ver arrastamento ou sincronização.
Adiantamento de fase (+Dj) Phase advance Deslocamento (adiantamento) de fase de um ritmo biológico, como a mudança da acrofase do ritmo circadiano da temperatura central das 18:15 ± 0,5h para as 17:45 ± 0,5h.
Agente arrastador Entraining agent Ciclo que promove alterações de período em outro ciclo, tipicamente ação de ciclo ambiental sobre relógios biológicos.
Agente mascarador Masking agent Evento que modifica a expressão de um ritmo biológico, aumentando (mascaramento positivo) ou diminuindo (mascaramento negativo) essa expressão. Ver mascaramento.
Alocação temporal Temporal allocation Momento (fase) no tempo em que ocorre determinado evento.
Amplitude (A) Amplitude Valor da diferença entre os valores máximo (ou mínimo) e médio (mesor) da curva ajustada de um ritmo biológico qualquer.
Ângulo de fase Phase angle Diferença temporal entre a fase de um evento e a fase de outro evento (por exemplo, a diferença entre o despertar e o amanhecer) podendo ser expresso em unidades de tempo (horas, minutos, etc) ou em frações de período (um quarto de ciclo, por exemplo).
Arrastamento Entrainment Ajuste temporal de um ritmo por um outro ritmo. Mais comumente, refere-se ao processo de ajuste temporal de organismos a ciclos ambientais (como sincronização do ritmo da temperatura central com o calro/escuro ambientais). Diz-se que um ritmo está arrastado quando mantém relações de fase estáveis com o ciclo arrastador.
Arrastamento contínuo ou paramétrico Continuous or parametric entrainment Diz-se do tipo de arrastamento que ocorre quando o agente arrastador atua continuamente sobre o sistema biológico. Ver arrastamento.
Arrastamento discreto ou não paramétrico Discrete or non parametric entrainment Diz-se do arrastamento que pode ser produzido pela atuação do agente arrastador em fases determinadas do sistema biológico. Ver arrastamento e fotoperíodo esqueleto.
Arrítmico Arhythmic Diz-se do sistema biológico no qual nenhuma oscilação periódica pode ser demonstrada.
Atraso de fase (- Dj) Phase delay Deslocamento (atraso) de fase de um ritmo biológico, como  a mudança da acrofase do ritmo circadiano da temperatura central das 18:15 ± 0,5h para as 19:05 ± 0,5h.
Batifase Bathyphase Medida do tempo transcorrido entre um instante (fase) de referência e a fase na qual é maior a probabilidade de ser encontrado o valor mais baixo de uma variável, a partir da curva senoidal ajustada aos dados. Expressa-se em unidades de tempo (horas, minutos, segundos etc.) ângulo ou episódio fisiológico (número de batimentos cardíacos, por exemplo). Deve-se usar sempre o valor da batifase seguido do intervalo de confiança, como, por exemplo, 04:15 ± 0,5h para a batifase da temperatura central humana. Ver ortofase e acrofase.
Capacidade antecipatória Anticipatory capacity Capacidade que sistemas biológicos demonstram de realizar ajustes que antecipam mudanças repetitivas regulares do ambiente. Não se deve confundir essa capacidade, que é uma característica geral dos seres vivos, com o fenômeno tipicamente humano da previsão de eventos.
Caráter endógeno Endogenous character Caráter intrínseco. O reconhecimento do caráter endógeno de um ritmo biológico implica atribuir sua determinação ao próprio sistema biológico no qual esse ritmo é observado.
Ciclo Cycle Intervalo de tempo (período) no qual uma seqüência de eventos ocorre. O tempo ciclo implica repetição dos eventos. Ver ritmo.
Ciclo Básico de Atividade/Repouso Basic Rest Activity Cycle (BRAC) Hipótese de um ciclo fundamental do funcionamento cerebral de mamíferos que apareceria na forma do ciclo Sono de Ondas Lentas/Sono Paradoxal (também chamado ciclo REM/NREM) durante o sono e como flutuações dos níveis de atenção durante a vigília, com período da ordem de 90 a 120 minutos em humanos.

Ciclo claro/escuro (CE)

 

Light-dark (LD) cycle Período que identifica fases de claro e escuro, como por exemplo, ciclo claro/escuro de 14:10h (CE 14:10), que identifica um ciclo de 24 h com 14h de claro e 10h de escuro. E, ambientes experimentais, deve-se acrescentar uma referência externa como, por exemplo, luzes acesas às 06:00h.

Ciclo geofísico

 

Geophysical cycle Período gerado por fenômenos geofísicos, como o ciclo noite/dia gerado pela rotação da Terra em torno de seu eixo.
Ciclo REM/NREM REM/NREM cycle Ver Ciclo Básico de Atividade/Repouso
Circa-ritmo Circa-rhythm Diz-se, genericamente, dos ritmos que mantém relações de sincronização por eventos ambientais recorrentes, como o ciclo noite/dia, das marés, lunar, etc.
Circadiano Circadian Ritmo com período de 24 ± 4h . Sinônimos:nictemeral, diário.
Circamaré Circatidal Ritmo com período aproximado de 12:24 (12,4
Circalunar Circalunar Ritmo com período aproximado de 29,5 dias.
Circamensal

Circamensal

 

Ritmo com período de 30 ± 5 dias. Ver circatrigintano.
Circanual Circannual Ritmo com período de 12 ± 2 meses. Sinônimo: sazonal.
Circaseptano

Circaseptan

 

Ritmo com período de 7 ± 3 dias. Sinônimo: circassemanal.
Circatrigintano Circatrigintan Ritmo com período de 30 ± 5 dias.
Compensação do período à temperatura Temperature compensation of period Processo pelo qual alterações da temperatura a que está exposto um sistema biológico são compensadas, assegurando funcionamento regular aos sistemas de temporização.
Condição não arrastadora Non entraining condition Condição na qual um sistema biológico não consegue ser arrastado por um ciclo, por exemplo, devido à diferença muito pequena de luminosidade entre as fases de um ciclo de iluminação.
Condição não permissiva Non permissive condition Condição na qual um ritmo biológico não se expressa, ou se expressa de forma alterada, como o ciclo de atividade/repouso de um roedor mantido sob iluminação intensa e constante.
Cosinor

Cosinor

 

Método de análise de ritmos biológicos que consiste no ajuste da curva cosseno aos dados.
Coordenação relativa Relative coordination Modificação passageira da freqüência de um ritmo em livre-curso provocada pela ação de um gente arrastador com força insuficiente para arrastar de forma estável o ritmo biológico.
Crepuscular Crepuscular Diz-se de espécie que é ativa nas transições noite-dia (aurora) e dia-noite (crepúsculo).
Criofase Cryophase Fase fria de um ciclo de temperatura. Ver termofase.
CT Circadian time (CT) Ver hora circadiana
Curva de resposta dependente de fase (CRF)

Phase response curve (PRC)

 

Curva obtida a partir de uma série de manipulações de um sistema biológico que consiste de deslocamentos (adiantamentos e atrasos) de fase produzidas por agentes arrastadores.
Deslocamento de fase (Dj) Phase shift Deslocamento (adiantamento ou atraso) de fase de um ritmo biológico, como a mudança da acrofase do ritmo circadiano da temperatura central das 18:15 ± 0,5h para as 17:45 ± 0,46h.
Dessincronização Desynchronization Alteração da relação de fases entre dois ritmos.
Dessincronização externa External desynchronization Alteração da relação de fases entre um ritmo e seu ciclo arrastador.
Dessincronização Interna Internal desynchronization Alteração da relação de fases entre dois ritmos em um mesmo organismo.
Dia Day

Usa-se tanto para o ciclo dia/noite de 24h quanto para a fase clara do mesmo ciclo.

 

Dia subjetivo Subjective day Em situação de constância ambiental, diz-se da fase na qual o sistema biológico comporta-se como se fosse a fase clara (dia) do ciclo noite/dia ambiental. Ver noite subjetiva.
Diapausa Diapause Parada do crescimento ou do desenvolvimento que permite a uma estação do ano desfavorável, ou ainda sincronizar seu ciclo de desenvolvimento com aquele das estações.
Diurno Diurnal Diz-se de eventos que tendem a ocorrer durante o dia, fase clara do ciclo claro/escuro.
Episódica

Episodic

 

Sinônimo: pulsátil. Variação aparentemente irregular de uma variável biológica, por exemplo a secreção de certos hormônios.
Escotofase Scotophase Fase de escuro de um ciclo claro/escuro, noite. Ver fotofase.
Espectro de freqüências Frequency spectrum Conjunto de frequência presente em uma oscilação.
Fase   Phase   Momento determinado de um ciclo, pode referir-se a uma metade do ciclo, por exemplo a fase clara do ciclo claro/escuro, ou a um momento pontual, como o valor máximo de uma variável.  
Fase de claro Light phase   No ciclo claro/escuro, a fase clara; dia.  
Fase de escuro   Dark phase   No ciclo claro/escuro, a fase escura; noite.  
Fase fotoindutível   Photoinductible phase   Fase hipotética do relógio biológico que é fotossensível e que, coincidindo com a fase de claro ambiental, provoca supressão da diapausa.  
Força de acoplamento   Coupling strength   Capacidade de arrastamento de um ciclo sobre outro.  
Fotofase   Photophase   Fase de claro de um ciclo claro/escuro; dia. Ver escotofase.  
Fotoperiódico Photoperiodic   Diz-se dos fenômenos biológicos que tendem a acompanhar o ciclo caro/escuro.  
Fotoperiodismo Photoperiodism   Capacidade  dos organismos de sincronizar seus ritmos com o ciclo claro/escuro ambiental, distinguindo dias longos/noites curtas de verão dos dias curtos/noites longas de inverno.  
Fotoperíodo   Photoperiod   Tamanho (duração) de um ciclo claro/escuro. Refere-se, geralmente, ao ciclo dia/noite de 24h, especialmente à proporção horas de claro/horas de escuro, por exemplo, ciclo CE 12:12.  
Fotoperíodo esqueleto Skeleton photoperiod   Ciclo de claro/escuro no qual a fase clara é substituída por pulsos de luz no início e final da fase clara.  
Freqüência   Frequency   Número de vezes em que um fenônemo se repete na unidade de tempo. Inverso do período de um ciclo.  
Glândula pineal   Pineal gland   Glândula situada no sistema nervoso central de vertebrados e que produz o hormônio melatonina, secretado na fase escura do ciclo claro/escuro.  
Hora circadiana (HC)   Circadian time   Fase de um ritmo circadiano em situação de livre-curso. Geralmente, toma-se o início do “dia subjetivo” como hora circadiana zero. Em um ritmo, cujo período em livre-curso seja de 25h, cada hora circadiana valerá 25/24 horas.
Infradiano Infradian   Ritmo com período maior do que 28h.  
Intermodulação de freqüências   Frequency intermodulation   Combinação de freqüências que se influenciam mutuamente. Alternativamente, presença simultânea de diversas freqüências no mesmo fenômeno biológico.  
Inversão de fases Phase inversion Inversão completa (180 graus) de fases, como, por exemplo, um ciclo claro/escuro de 12:12h com a fase clara iniciando-se às 18:00h.  
Jet-lag   Jet-lag   Efeito de alteração de fases devido a mudanças de fuso horário provocadas por viagens transmeridianas rápidas.  
Livre-curso  

Free-running

 

Diz-se da situação na qual são eliminadas oscilações externas (um laboratório sob iluminação constante, 24h/dia) e dos ritmos biológicos observados nessa situação.
Mapa de fases Phase map   Representação gráfica da distribuição de fases (tipicamente acrofases ou batifases, mas também qualquer outra fase) de um conjunto de ritmos em um organismo ou população.  
Marca-passo   Pacemaker   Estrutura biológica capaz de gerar uma oscilação regular espontaneamente, como, por exemplo, os núcleos supraquiasmáticos e os marca-passos cardíacos. Ver oscilador discreto e relógio biológico.  
Mascaramento Masking   Processo de modificação da expressão de um ritmo biológico. Ver agente mascarador.  
Mascaramento externo External masking Mascaramento produzido por evento externo ao sistema biológico, como a supressão da atividade locomotora em pássaros mantidos sob escuro constante.  
Mascaramento interno   Internal masking   Mascaramento produzido por evento do próprio sistema biológico, como efeito facilitador do sono sobre a produção de hormônio do crescimento.  
Mascaramento negativo   Negative masking   Mascaramento cujo resultado é a diminuição da expressão (amplitude) de um ritmo.  
Mascaramento positivo Positive masking   Mascaramento cujo resultado é o aumento da expressão (amplitude) de um ritmo.  
Melatonina melatonin Hormônio produzido pela glândula pineal que poderia funcionar como mecanismo de sinalização orgânica da fase escura do ciclo claro/escuro em vertebrados.  
Mesor   Mesor Valor médio da curva ajustada através do método Cosinor.  
Modelagem de sistemas dinâmicos   Dynamic systems modelling   Técnica matemática que modela sistemas que variam com o tempo.  
Não-paramétrico Non-parametric   Método de análise que não exige nenhuma distribuição a priori dos dados. Ver paramétrico.  
Nictemeral   Nychtmeral   Sinônimo: circadiano.  
Noite   Night   Fase escura do ciclo dia/noite de 24h.  
Noite subjetiva Subjective night   Em situação de constância ambiental, diz-se da fase na qual o sistema biológico comporta-se como se fosse a fase escura (noite) do ciclo noite/dia ambiental. Ver dia subjetivo
Noturno   Nocturnal   Diz-se de eventos que tendem a ocorrer durante a noite, fase escura do ciclo claro/escuro.  
Núcleos supraquiasmáticos (NSQ)   Suprachiasmatic nuclei (SCN)   Par de núcleos da porção anterior do hipotálamo que tem sido identificado como um dos relógios biológicos circadianos no sistema nervoso central de vertebrados  
Ordem temporal interna (OTI)   Internal temporal order   Conceito que interpreta a relação entre as fases dos diversos ritmos biológicos de um organismo, como caracterização do estado de saúde desse organismo; quanto mais estável essa relação, melhor o estado do organismo.  
Ortofase   Orthophase   Fase “correta”de um ritmo na qual se espera a ocorrência de determinado evento. Ver acrofase e batifase.  
Oscilação Oscilação Mudança de estado ou de valor de uma variável.  
Oscilador discreto   Discrete oscillator   Estrutura, por exemplo um conjunto de neurônios, cuja característica funcional é produzir oscilação regular.  
Paramétrico   Parametric   Método de análise que exige distribuição normal dos dados. Ver não-paramétrico
Partição   Splitting Fenômeno que consiste na expressão de um mesmo fenômeno em periodicidades distintas, como, por exemplo, a partição da atividade locomotora de hamsters mantidos em livre-curso por duração prolongada.  
Período   Period Duração de um evento. Em Cronobiologia, utiliza-se para identificar a duração de um ciclo. Usa-se a letra “T” para identificar ciclos impostos a um determinado sistema biológico.  
Período em livre-curso t   Free-running period   Duração de um ciclo em situação de livre-curso, em geral distinta da duração do mesmo ciclo em condições normais de sincronização.  
Período Endógeno Endogenous period Duração de um ciclo determinada pelos mecanismos endógenos (relógios biológicos).  
Pós-efeito   Pós-efeito   Características de um ritmo biológico que derivam de condições de pré-tratamento, tais como transientes de fase ou alterações do período.  
Pulsátil   Pulsatile   Padrão típico de concentração plasmática de alguns hormônios, como o hormônio luteinizante humano, cuja concentração apresenta “pulsos” aproximadamente a cada 2h. Ver episódica.  
Referência de fase   Phase reference   Fase escolhida como referência temporal para identificação de outras fases. Ver hora circadiana.  
Regra circadiana Circadian rule   Regra proposta por Aschoff, segundo a qual animais noturnos teriam períodos em livre-curso em escuro constante menores do que em claro constante e períodos em livre-curso que aumentam com a elevação da intensidade luminosa.  
Relação de fase ou ângulo de fase   Phase angle ou relation   Distância (diferença) temporal entre dois eventos (fases) de um ou dois ritmos.  
Relógio biológico   Biological clock   Estrutura capaz de prodruzir oscilações regulares que sirvam como mecanismos temporizadores do organismo, cujo período seja relativamente estável sob diversas condições de temperatura e que seja capaz de sincronizar com ciclos ambientais. Ver oscilador discreto e marca-passo.  
Resposta fotoperiódica   Photoperiodic response   Reação ao comprimento da fase clara (ou escura) que induz o organismo a adotar uma estratégia de adaptação sazonal.  
Ritmo   Rhythm   Qualquer evento que se repete regularmente.  
Ritmo biológico   Biological rhythm   Evento biológico que se repete regularmente. Alguns autores restringem o uso de “ritmos biológicos” aos ritmos cuja determinação endógena esteja comprovada. Outros propõem que a denominação seja atribuída apenas aos ritmos associados a ciclos ambientais.  
Ritmo de economia interna   Não há eqüivalência   Ritmos biológicos que não apresentam relações evidentes de sincronização com ciclos ambientais, como, por exemplo, o ritmo cardíaco de aproximadamente 1 ciclo/segundo.  
Ritmo em livre-curso   Free-running rhythm   Ver livre-curso.  
Sazonal   Seasonal   Referente a estações do ano. Ver circanual.  
Sentido temporal (Zeitsinn) ou “memória temporal” (Zeitgedächtnis)   Capacidade dos organismos de ajustar seu comportamento a determinada hora do dia: uma forma de condicionamento temporal que envolve consulta a mecanismos temporizadores endógenos. Os termos em alemão são usados correntemente.  
Sincronização   Synchronization   Manutenção de relação de fase estável entre ciclos, podendo ocorrer através de arrastamento ou mascaramento.  
Sincronizador   Synchronizer   Agente (ciclo) sincronizador.  
Tempo circadiano   Circadian time   Uso recomendado:hora circadiana. Ver hora circadiana.  
Temporização Timing Marcação de tempo
Teoria exógena   Exogenous hypothesis   Hipótese que atribui a determinação de ritmicidade biológica a fatores exclusivamente externos.  
Termofase   Thermophase   Fase quente de um ciclo de temperatura. Ver criofase.  
Transiente   Transient   Ciclo ou conjunto de ciclos com período instável devido a um deslocamento de fases, como ocorre quando nos submetemos a uma mudança de fuso horário de 12h.  
Trato genículo-hipotalâmico (TGH)   Geniculo-hypothalamic trat (GHT)   Fibras nervosas que ligam neurônios do tálamo (folheto intergeniculado) ao hipotálamo (núcleo supraquiasmático).  
Trato retino-hipotalâmico (TRH)   Retino-hypothalamic tract (RHT Fibras nervosas que ligam neurônios da retina ao hipotálamo (núcleo supraquiasmático).  
Ultradiano   Ultradian Ritmo com período menor do que 20h.  
Zeitgeber   Zeitgeber   Termo alemão de uso consagrado. Literalmente “doador de tempo”. Proposta de tradução de Cesar Timo-Iaria: Cronador. Ver agente arrastador e sincronizador.  

 

Símbolos:

 

(A)                                       amplitude

(BRAC)                 ciclo básico de atividade/repouso

(CC)                       representação de condição constante de iluminação

(CE)                        ciclo caro/escuro

(CE 14:10)             ciclo de 24h com 14h de claro e 10h de escuro

(CRF)                     curva de resposta dependente de fase

(HC)                       hora circadiana

(EE)                        representação de condição constante de escuro

(j )                         fase

(Dj)                       deslocamento de fase

(+Dj)                     adiantamento de fase

(-Dj)                      atraso de fase

(j)                          acrofase

(NSQ)                    núcleos supraquiasmáticos

(OTI)                      ordem temporal interna

(REM/NREM)      ciclo REM/NREM (ciclo básico de atividade/repouso)

(t)                           período em livre-curso

(T)                          período do Zeitgeber